top of page
Buscar
  • Foto do escritorEquipa CascaisVet

Conheça a revolução dos cogumelos na saúde e alimentação de cães e gatos



Sim, cães e gatos podem comer cogumelos e os mesmos vieram revolucionar a medicina veterinária, a saúde e a alimentação do seu animal.

As variedades encontradas são imensas, mas existem particularidades: os chamados cogumelos terapêuticos.


Investigadores da Universidade da Pensilvânia (EUA) descobriram que um composto derivado do cogumelo Coriolus versicolor aumenta a sobrevivência de cães com cancro. A expectativa é de que o composto possa proporcionar uma viável alternativa à quimioterapia tradicional para os humanos


Segundo o Portal da Oncologia Português, a investigadora Dorothy Cimino Brown recrutou cães com hemangiossarcoma de ocorrência natural, um cancro agressivo e invasivo que surge a partir das células do sangue e geralmente afeta o baço. É comum em Golden Retriever e Pastor Alemão.


15 cães que tinham sido diagnosticados com hemangiossarcoma participaram do estudo. Divididos em três grupos de cinco, cada grupo recebeu uma dose diferente, 25, 50 ou 100 mg / kg / dia, de uma formulação do composto polysaccharopeptide ou PSP.

Os resultados sugerem que o composto foi eficaz na luta contra os tumores. “O tempo médio mais longo relatado de sobrevida de cães com hemangiossarcoma do baço foi de 86 dias. Na pesquisa tivemos cães que viveram mais de um ano com nada mais do que o tratamento com o cogumelo”, destacou a investigadora.


Os cogumelos são uma ótima fonte de cobre, selénio, colina, zinco, fibras, ácido fólico

e proteína. Para além de hipocalóricos, ricos ainda em terpens, alcalóides, polifenóis e polissacarídeos


Pode oferecer para fins terapêuticos:

  • Ganoderma lucidum

  • Agaricus blazei

  • coriolis versicolor

  • cordyceps

(as doses sempre ser sempre faladas com um profissional e ajustadas à doença a ser tratada)


Modo de oferta:

  • Use apenas cogumelos seguros. não use silvestres

  • Comece com 2.5% a 5% do total em gramas da dieta do seu animal 3 a 4x semana

  • Poder oferecer cortados e cozidos.

  • Respeite a dose.

  • Excesso - provoca diarreia e vómitos

Respeite as doses recomendas e sinta-se criativo na forma como oferece, podendo oferecer cru, cozido, salteado (cuidado com a gordura que coloca no salteado, na hora de oferecer a cães/gatos sensíveis à gordura)

30 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page