Buscar
  • Equipa CascaisVet

Alerta processionária!

Com o tempo de inverno seco, há um aceleramento do ciclo da processionária. Por esse motivo, começamos a avistar as primeiras processionárias já em Dezembro.

Tenha atenção nos passeios dos seus patudos, bem como nas zonas de pinheiros e arredores dos mesmos.

As processionárias são altamente tóxicas para nós e para eles. Os pêlos delas, quando em contacto com a pele, mucosas e olhos, provocam reacção alérgica devido aos danos mecânicos dos próprios pêlos mas também pelos danos químicos da proteína – taumatopoína libertada pelos pêlos urticantes.

A língua é o órgão mais afectado. Esta aumenta de volume, torna-se arroxeada e com a evolução, surgem áreas de necrose podendo ocorrer, no local de contacto, perda dos tecidos num período de 6 a 10 dias. Por consequência, os tutores poderão notar que os animais se salivam mais do que o normal e que apresentam uma maior dificuldade em deglutir. Por vezes, observam-se sinais oculares, como conjuntivite, úlceras na córnea, ou sinais cutâneos como o edema facial, a urticária e o prurido facial intenso. Do contacto da processionária com a laringe ou a mucosa nasal podem ocorrer tosse, dificuldades respiratórias e asfixia por edema.

Infelizmente, em casos avançados e contacto mais directo, nomeadamente ingestão, a morte pode ocorrer.


Em caso de ingestão ou contacto com a processionária, dirija-se IMEDIATAMENTE a um centro veterinário.

3 visualizações

ENTIDADES

PARCEIRAS

omv_rgb_cinz_01.jpg
organisation194.jpg
isfmlogo.png
logo-6.png
LOGO NOVO TRANSPARENTE.png

 Política de privacidade  © 2020 CascaisVet - Centro de Medicina Integrativa. Todos os direitos reservados.